Super luta do UFC entre Amanda Nunes x Cris Cyborg

A luta mais esperada do ano aconteceu. Amanda Nunes e Cris Cyborg tiveram confronto, em Las Vegas, pelo UFC 232, último evento de 2018. O confronto brasileiro teve o cinturão peso-pena de Cyborg em jogo. Mais do que o título, o duelo Brasil contra Brasil foi uma grande forma de colocar nosso país mais uma vez em destaque na modalidade e garantir aos fãs a maior superluta da história do MMA feminino no UFC.

Você se lembra de Ronda Rousey? A ex-campeã do UFC era cotada para enfrentar Cris Cyborg em uma possível superluta tempos atrás. A norte-americana era a grande campeã (peso galo, até 61kg) e a brasileira se destacava no Invicta FC, uma espécie de divisão de acesso para o MMA. A luta nunca saiu do papel porque Rousey não quis subir para divisão de Cyborg (66kg).

Quis o destino que aparecesse Amanda Nunes. A baiana nocauteou Rousey e se tornou a grande campeã do UFC em dezembro de 2016. A partir daí, o foco foi o confronto entre Nunes x Cyborg. Não é por menos. As duas são as melhores lutadoras do UFC no momento. Amanda Nunes é a grande campeã dos pesos-galo. Venceu as três disputas de cinturão que teve até aqui, a última por nocaute contra Raquel Pennington. Já Cyborg é campeã peso-pena feminino. Defendeu o cinturão por duas oportunidades. Venceu Holly Holm e Yana Kunitskava, mas teve que encarar rivais que não lutam pela categoria.

O que vale a superluta entre Amanda Nunes e Cris Cyborg?

O confronto das brasileiras valeu o título da categoria peso-pena. Amanda Nunes venceu a superluta e se tornou a primeira mulher a conquistar o título em duas categorias diferentes do UFC. Ela alcançou o feito de Connor McGregor, que também foi campeão em duas categorias diferentes, peso-leve e peso-pena. Cyborg perdeu a luta e também o cinturão de peso-pena.

Amanda Nunes x Cris Cyborg

O combate foi muito esperado também pelas atletas. Cyborg, uma das melhores lutadoras do UFC, vinha sofrendo com a falta de oponentes qualificadas para lutar. Mas, com a marcação da superluta, Cris acabou desperdiçando a oportunidade de mostrar que era a melhor lutadora do mundo. Para Amanda Nunes, da mesma forma. Campeã imbatível no peso-galo, ela venceu em uma nova categoria e chegou ao topo do UFC feminino.

Conheça Cris Cyborg

Natural de Curitiba, Cris Cyborg é a grande revelação do UFC. Ela tem um incrível cartel de 21 vitórias no octógono, com apenas duas derrotas (para a brasileira Erica Paes na estreia no MMA em 2005 e para Amanda Nunes, nesta luta). Sua última luta foi a vitória sobre Felicia Spencer, pelo UFC 240, em 2019. Ela venceu por decisão unânime. Para se ter uma ideia, nas suas 21 vitórias, apenas quatro foram decididas pelos juízes. Isso mesmo! Foram 17 nocautes na carreira de Cyborg. Vai encarar?

Conheça Amanda Nunes

A Leoa está sempre pronta para briga! Amanda Nunes vive seu melhor momento da carreira. Com apenas 30 anos, ela não perde uma luta desde 2014 e vem de uma ótima sequência no octógono. Começou em 2016, quando derrotou Miesha Tate, no UFC 200 e conquistou o título dos pesos-galo. Depois, a inesquecível vitória sobre a badalada Ronda Rousey, em dezembro e a consagração de uma campeã. Depois, foram mais quatro lutas, com vitória sobre Valentina Shevchenko, Raquel Pennington, Cris Cyborg e Holly Holm. As três últimas por nocaute. Amanda tem 20 lutas com 18 vitórias, 12 por nocaute e apenas 4 derrotas.

Provocações e cutucadas antes da luta

Este período de espera para o grande confronto foi recheado por muitas provocações e deboches. Não é por menos. A marcação da luta gerou muita polêmica entre as lutadoras em relação a data. Cyborg queria a luta fosse disputada em setembro, mas Amanda pediu mais tempo para se recuperar de lesão da última luta e o UFC marcou o confronto para dezembro. O fato gerou discussão e provocação entre as campeãs.

“Quando você desafia alguém para uma luta, você precisa estar pronta. Isso não aconteceu, ela pediu mais nove meses para entrar no octógono”, disse Cyborg. Amanda respondeu: “Eu avisei ao UFC que precisava de um tempo de preparação e eles aceitaram isso. Todos sabiam que preciso de mais dias para subir de categoria. Ela é forte, preciso fazer tudo direito. O Ultimate acertou os meus termos para esta luta e estamos aqui”, disse a campeã.

A provocação continuou quando Amanda falou de seu preparo para o combate. “Minha energia está toda voltada para essa luta. Quero aproveitar a chance e conquistar o cinturão”, falou a Leoa. “Vamos ver”, respondeu Cyborg. “Eu vou conquistar o título”, garantiu Amanda, acertando na previsão.

Vai rolar revanche entre Amanda Nunes e Cris Cyborg?

Após a última luta, que Amanda Nunes saiu vitoriosa, existem rumores de uma possível revanche. Assim que venceu o confronto, a lutadora desafio Cris Cyborg para mais uma luta por meio da rede social Twitter.

Do outro lado, Cyborg também fez um post nas redes sociais (neste caso, no Instagram), dizendo que Amanda Nunes x Cris Cyborg 2 vem aí, mas em Janeiro de 2020.

Amanda Nunes x Cris Cyborg

Até o momento, a especulação é gigante, mas não houve confirmação oficial. Porém, ao postarem até o mês em que iria acontecer essa possível revanche, é de se esperar que o sonho dos torcedores se torne realidade.

Elas são as duas melhores lutadoras do momento. Quem vencer a revanche ganhará o status de imbatível e a melhor lutadora do UFC, que neste momento pertence à Amanda.

E você, acha que vai rolar revanche? Curte todas as lutas do UFC? Então acompanhe as melhores lutas aqui no Bodog e aproveite para dar o seu palpite para os combates. Cadastre-se agora, receba seu bônus, aposte e seja um vencedor. No ato do seu cadastro você já garante um bônus de 100%, podendo ganhar até R$ 200,00 para apostar a vontade. Não ganhou? Não tem problema. O Bodog devolve a sua primeira aposta perdida em até R$ 50,00.

Prepare-se para essa possível revanche para começar 2020 naquele pique. Escolha os seus favoritos e faça suas apostas no UFC. Aposte nos eventos de UFC.